Velas na decoração


Mesmo depois da chegada da luz elétrica nas grandes cidades ninguém deixou de usar os lindos castiçais de prata em festas e jantares. Em termos de decoração, velas sempre estiveram na moda.

Ultimamente a criatividade anda a toda, as velas tornaram-se uma mania.

Tendo vários formatos e uma infinidade de modelos, as velas tomaram conta do mercado.

Mas quando falamos de decoração de ambientes todo cuidado é pouco. Não se deve cometer exageros quando se trata de enfeitar a casa com velas deve se ter em conta à sobriedade para não tornar a decoração cansativa.
É importante escolher bem as cores, optar pelas mais claras ou mais sóbrias.
Nada mais refinado do que castiçais ficam bem em toda a casa, utilize neles velas de cera de abelha ou velas simples e retas. E acenda sempre. Velas usadas tem um cheque indiscutível.
Em saletas, podem ser colocados conjuntos de velas em uma mesinha lateral, essas velas podem ser quadradas ou cilíndrica de vários tamanhos.
Se for para mesinha de centro, escolha velas baixas e retangulares.
Nunca se esqueça de acender as velas ao receber para um drink ou jantar.
Numa mesa de frios ou queijos, fica muito bem um cachepô de zinco ou outro material metálico servindo de recipiente para suas velas. Escolha algumas de alturas variadas e decore em volta com uma ramagem e algumas flores ou frutas.
Se for para um jantar bem formal, acenda dois castiçais sobre a mesa com velas combinando com a cor do arranjo de flores, a louça e a toalha.
Num jantar informal, à americana, utilize sua criatividade de bole um arranjo com velas bem modernas. Escolha modelos variados nos formatos e nas texturas.
Em termos de decoração de festas sempre pode se extrapolar. Tudo vai depender da ocasião e do tipo de evento.
As velas que possuem elemento como conchas do mar, flores, pedras, frutas, pimentinhas etc. dão um charme especial em quartos de dormir.
Em banheiros uma boa opção é usar velas em potes de cerâmica ou vidro transparente que geralmente são perfumadas. Dê preferência as essências de canela.
Na casa de praia ou campo o ideal é optar por modelos mais rústicos, velas feitas em bambus, casca de coco, tijolos, caixas de madeira. Além das tochas que ficam muito bonitas nos jardins em dias de festa e sempre ajudam como repelentes de insetos se aromatizadas com Citronela.
Em termos de decoração com velas tudo pode ser posto em prática, siga sua intuição e aproveite tudo que está sendo lançado no mercado. Afinal gostando ou não de velas elas chegaram para ficar e ninguém discute que um ambiente iluminado por velas fica sempre com um ar charme e romantismo.

Cuidados com as velas

 

As velas exercem um grande poder no mundo místico. Por isso tenha sempre absoluta consciência das forças que deseja despertar ao acendê-las.

Se despertar o amor, a amizade, a sabedoria e a boa sorte, não há motivos para se preocupar.

Aqui damos algumas dicas de pequenos cuidados ao acender uma vela.

 

1.   Antes de tudo tenha certeza do desejo.  Formule seu pedido de maneira consciente e nunca de forma leviana ou confusa.

2.   Evite acender uma vela que já tenha sido utilizada com outra finalidade.  E não mude velas acesas (mesmo que para decorar) para outros ambientes da casa, pois ela já possui a vibração do lugar em que foi acesa.

3.   Caso tenham ocorrido situações de briga, inveja, raiva, repressão e ciúme no ambiente em que a vela foi acesa, livre-se imediatamente dela, pois ela se carregou das energias  negativas.

4.   Se você não for iniciado nas ciências ocultas, evite sair de casa e deixar uma vela acesa, mesmo que seja em um altar. Além do risco evidente de incêndio, você corre o risco da vela atrair vibrações estranhas para sua casa.

5.   Se você não é iniciado, não é aconselhável acender velas dentro de casa para pessoas que não estão mais nesse plano.

6.   Evite que toquem em suas velas.  Elas devem estar impregnadas das suas vibrações.  Os Monges do Tibet costumam magnetizar as velas antes de acendê-las com a imposição de mãos e mantras para que elas fiquem integradas a sua intenção.  Você pode fazer o mesmo, utilizando óleo e orações ou cânticos.

7.   Procure sempre que possível, adquirir mais conhecimentos sobre as cores, formas e essências das velas, fazendo com que estes elementos trabalhem ao seu favor de acordo com suas intenções.

  

Os sinais das velas

 

Quando se acende uma vela para o anjo da guarda, acredita-se estar usando esse veículo para alcançar a realização de algo que se deseja.  Uma corrente mística defende que as velas podem demonstrar através de alguns sinais como seu desejo ou pedido está sendo acolhido pelos anjos. Conheça alguns desses sinais:

 

Quando a chama levanta e abaixa: Sinal de que quem acendeu a vela está pensando em várias coisas ao mesmo tempo. Defina seu pedido, concentre-se.

Quando a chama solta fagulhas no ar: O anjo colocará alguém no seu caminho para comunicar pessoalmente o desejo. Significa também que poderá ter algum tipo de desapontamento antes do pedido se atendido.

Quando sobra um pouco do pavio e a cera fica em volta: Sinal de que o anjo precisa de mais orações. Vá rezar.

Quando a chama está vacilante: O anjo demonstra que, devido as circunstâncias o pedido de quem acendeu a vela terá mudanças.

Quando a vela não acende prontamente: O anjo da guarda está com dificuldades para se aproximar de quem a acendeu. O astral ao seu redor pode estar poluído.

O pavio se divide em dois: O pedido foi feito de forma dúbia.

A vela queima com a luz azulada: Isso é muito bom, indica a presença de anjos e fadas.

Quando a vela se apaga: O anjo ajudará na parte mais difícil, o resto caberá a quem acendeu a vela resolver.

Quando a chama parece uma espiral: Comemore! Os pedidos serão alcançados e o anjo já está levando a mensagem.

Quando a vela chora muito: Sinal de que o anjo sente dificuldade em realizar o pedido.

 

Simpatias com velas

 

AUMENTANDO OS GANHOS
Pegue um prato de louça virgem e cubra todo o fundo com mel. Depois, unte uma vela amarela com mel e coloque-a bem no meio desse prato. Vá a um lugar bonito de arborizado e acenda a vela, colocando em volta do prato um quilo de balas de mel. Faça esse ritual quando a Lua estiver em sua fase crescente.

LUCRO CERTO
Pegue um prato de sobremesa de louça branca e derrame um pouco de açúcar cristal. Bem no meio do prato, coloque uma vela branca de sete dias, previamente untada com azeite de oliva. Acenda a vela, mentalizando aquilo que você deseja atrair: dinheiro, sucesso, prosperidade em todos os sentidos. Quando a vela terminar de queimar, você poderá jogá-la normalmente no lixo. Mas será muito bom se você puder renovar a simpatia, acendendo outra vela imediatamente. 

Maneiras de usar velas

Existem muitas maneiras de usar as velas. A forma mais simples de magia consiste em preparar a vela para um objetivo específico. Pegue um pouco de azeite de oliva ou óleo de amêndoas e esfregue vigorosamente nas palmas das mãos. Unte a vela, passando as mãos sete vezes no sentido do pavio para a base. Esse procedimento serve para purificar a vela. Depois, repita o procedimento no sentido inverso, ou seja, da base para o pavio, assim você estará impregnando a vela com a sua energia.

Acenda as velas sempre em lugares altos, de modo que estas fiquem em altura superior à sua. Coloque-as em pratinhos brancos, pois esse tipo de recipiente tem uma energia neutra, que não vai interferir na atuação da vela.

Escrever o nome na cera da vela é uma boa maneira de potencializar a energia mágica do Fogo. Para isso, use um alfinete ou uma agulha bem forte, e que, de preferência, nunca tenham sido usados para outras finalidades. Sempre escreva o nome no sentido da base para o pavio.

Além do nome, você também pode escrever na vela a palavra-chave do que você está tentando atrair: sorte, prosperidade, amor, paixão, harmonia, paz, saúde, vitalidade, coragem, determinação…

No caso das magias para o amor, uma boa dica é colocar duas velas juntinhas, escrevendo numa delas o seu nome, e na outra, o nome do seu par amoroso. Você também pode untar as velas com óleos aromáticos específicos para a área sentimental: rosas, ilangue-ilangue ou flor-de-laranjeira são boas opções.

 

 

Cores e significados

 

Alaranjada:Está relacionada à vitalidade, ao bem-estar físico, ao entusiasmo, à liderança, à busca do sucesso. As vestes dos monges budistas são alaranjadas, de modo que essa cor também tem a ver com a busca espiritual. Favorece a criatividade.

Amarela: É a cor da comunicação, do intelecto, do aprendizado, da criatividade. Proporciona maior poder de concentração, sendo muito benéfica para quem tende a se dispersar durante os estudos ou na realização de rituais. A vela amarela também é indicada para as magias de atração, seja no campo amoroso ou das amizades. Favorece o charme e o poder de convencimento (persuasão). Associada à energia solar, a vela amarela traz inspiração.

Azul-clara: Seus atributos são a espiritualidade, a harmonia, a inspiração, o sentimento devocional, a alegria e a jovialidade. Tem tudo a ver com as práticas religiosas ou ligadas à arte de meditar. É muito útil para casos em que se faça necessário restabelecer a paz doméstica.

Azul-escura: É indicada para atrair harmonia, para expandir a mente, para encontrar a paz interior. Também favorece a saúde, a criatividade, a paciência, a sabedoria, a fidelidade, a compreensão, a sabedoria, os bons sentimentos e a busca da verdade. Beneficia os novos conhecimentos (intelectuais e espirituais) e a realização de feitos como a projeção astral e a abertura dos canais intuitivos. Usada antes de dormir, ajuda a ter um sono tranqüilo, mas também pode induzir a sonhos proféticos. É a vela certa para magias que visem garantir harmonia doméstica e estabilidade no emprego

Branca: Símbolo da paz e da pureza, a cor branca resulta da mistura de todas as cores. A vela dessa cor enaltece a espiritualidade, sendo indicada para quem pratica meditação ou se dedica às artes divinatórias. Tem ligação com a energia lunar, que por sua vez estimula a intuição e a feminilidade. Também favorece a cura e a purificação dos ambientes ou do espírito. Ajuda a enxergar com maior clareza as verdades ocultas e abre as portas da percepção. Pode ser usada como um "coringa", ou seja: se você não tiver velas de outras cores, poderá programar a vela branca para qualquer tipo de magia ou pedido.

Cor de rosa: É a vela do amor, da harmonia em todos os relacionamentos, dos sonhos e dos devaneios românticos. Ajuda a abrir as portas da felicidade afetiva e é muito usada em rituais para atrair a alma gêmea. Também desperta o desprendimento e a generosidade, devendo ser usada por pessoas que tendem a se comportar de maneira egoísta e querem superar essa característica.

Dourada: Esta vela favorece, simultaneamente, a busca da prosperidade e o desenvolvimento espiritual. Também estimula a coragem, a vitalidade e o poder de compreensão. Como tem a ver com a energia solar, atrai as forças cósmicas de maneira extremamente benéfica. É muito útil para quem deseja superar algum acontecimento negativo e ingressar numa nova fase.

Lilás: Estimula a busca de conhecimentos superiores, ajuda a controlar a ansiedade, permite expandir os horizontes e aguça o sexto sentido. É uma vela muito utilizada por quem se dedica à magia branca, ou seja, para a prática do bem. Favorece as transformações (sempre para melhor) e a busca de objetivos elevados. Não se presta a propósitos mesquinhos ou objetivos egoístas.

Magenta: Essa cor de vela é muito bonita, mas é bem difícil de ser encontrada. Consiste na combinação das cores vermelha e violeta. É indicada para casos que necessitem de uma solução rápida, e pode ser usada juntamente com qualquer outra vela, cuja cor esteja diretamente associada ao assunto pendente. Por exemplo: no caso de uma crise conjugal que precise ser rapidamente resolvida, pode-se utilizar a vela cor-de-rosa e potencializar sua ação com a vela magenta.

Marrom: Essa vela tem uma energia fortemente voltada para os assuntos de ordem material. É útil para resolver problemas com a justiça, questões ligadas a heranças e bens imóveis e outras questões práticas. Também favorece a busca de objetos perdidos, os estudos, a telepatia, a concentração mental e a luta pela melhoria financeira. É indicada para quem precisa superar a indecisão e dedicar-se com mais afinco aos seus objetivos. Também pode ser empregada com o propósito de atrair proteção para a família e os animais domésticos.

 Prateada: Ajuda a afastar a negatividade e a restabelecer o equilíbrio mental e emocional. Tem atributos semelhantes ao da vela branca, com seus aspectos espirituais ainda mais enfatizados. Ajuda a desenvolver as habilidades psíquicas e os poderes extra-sensoriais, favorece a prática meditativa e amplia os canais perceptivos. É muito utilizada na invocação de divindades femininas.

Preta: Essa cor de vela é bastante polêmica. De fato, por ser muito utilizada pelos praticantes de magia negra, só deve ser manipulada por pessoas que já tenham alguma vivência nesses assuntos de temática espiritual. Quando utilizado para o Bem, ela favorece a interiorização, a expansão do inconsciente e a introspecção, que muitas vezes se faz necessária para quem se dedica à prática devocional ou aos estudos elevados. Também é muito usada em rituais de reversão, ou seja, para "desmanchar" algum mal que eventualmente tenha sido feito. Nessas ocasiões, ela simboliza as forças negativas que precisam ser banidas ou anuladas.

Roxa: É útil para quem deseja progredir em todos os níveis. Ajuda a atrair poder, sucesso profissional e financeiro, proteção espiritual e poderes psíquicos. Também beneficia os processos de cura e fortalece as pessoas que se dedicam a uma causa justa ou a um nobre ideal. É indicada para os praticantes de artes divinatórias e para aqueles que estabelecem algum tipo de comunicação com seres ou entidades de outros planos.

Verde-clara: Está associada à sorte, à prosperidade, ao sucesso financeiro e profissional, à fertilidade, à saúde e ao rejuvenescimento. Também tem a ver com abundância e generosidade, com o dom de dar e receber, com a busca do equilíbrio em todos os setores da vida. É indicada para quem deseja restabelecer a harmonia e a estabilidade dentro de uma relação amorosa. Favorece o poder de se expressar e os contatos sociais, além de ser indicada para quem se dedica às causas ecológicas.

Verde-escura: É boa para ser utilizada em rituais voltados para a saúde e para a conquista material. No entanto, ao manusear a vela dessa cor, é preciso tomar muito cuidado para não nutrir sentimentos de cobiça ou inveja, ainda que estes estejam bem escondidinhos. É que esse tipo de vela tem o poder de acentuar essas tendências.

Vermelha: Está associada à paixão e à energia sexual. Estimula a saúde, a força física, o talento empreendedor, a fertilidade, a coragem e a disposição para vencer. É útil para quem deseja superar atributos negativos, tais como o medo, a preguiça e a falta de autoconfiança. Ao manusear velas vermelhas, tome cuidado para não nutrir pensamentos ou sentimentos agressivos ou associados à vingança.

Violeta: É a cor da transmutação. Deve ser usada nas ocasiões em que estivermos atravessando algum conflito muito grande, seja no plano material, no setor afetivo ou no terreno da espiritualidade. De qualquer modo, ela ajuda a reverter situações e a transformar a realidade, pois desperta nossa força interior.

As velas de cores mescladas: Devem seu usadas com cuidado. Tome cuidado principalmente com aquelas que incluírem detalhes na cor preta. Sempre que acender essas velas decorativas, procure estar com a mente serena e vibre de maneira positiva.

 

 

 


                                  Contato